5 erros de gestão que podem prejudicar o seu negócio

Empreender é uma decisão que traz consigo um cenário de altos e baixos. Criar o seu negócio, como já vimos por aqui, vai muito além de simplesmente ter uma boa ideia e ser o seu próprio chefe. É fundamental, por exemplo, buscar entender o mercado em que pretende atuar e se manter atualizado para identificar oportunidades de crescimento.

O problema é que muitos acabam apostando as suas fichas em decisões erradas. Tanto é que, segundo um levantamento do Sebrae, uma em cada quatro empresas fecha no Brasil antes mesmo de completar dois anos no mercado.

Por conta da pandemia, quase 10 milhões de empresas fecharam as portas em 2020 no país, segundo um levantamento da Global Entrepreneurship Monitor. Ainda assim, não é motivo para desistir de botar os seus planos em prática, visto que até gigantes da indústria já tiveram que se reinventar no meio do caminho.

Pensando nisso, no Guia do Empreendedor desta semana separamos uma lista com cinco erros na gestão de negócios que podem comprometer o sucesso da sua empresa.

Leia mais:

Como escolher o nome de domínio perfeito para seu siteComo começar a empreender do zero?Quer obter sucesso na web? Entenda como a GoDaddy pode ajudar no design do seu site

1. Não estudar o mercado

Um erro bastante comum por parte dos empresários é não estudar e conhecer o mercado em que a sua empresa atuará. Para gerenciar um negócio e alcançar suas metas, é crucial conhecer os detalhes do seu nicho.

Para isso, os empresários devem levantar informações de clientes em potencial, por exemplo, além de buscar conhecer os seus concorrentes. No fim, é possível verificar ainda os melhores fornecedores e até possíveis parceiros que podem agregar valor ao seu negócio.

Para entrar no mercado e conseguir atender as exigências dos consumidores, é crucial ter o conhecimento de todos esses detalhes!

Um exemplo: caso tenha uma doceria, defina de início se começará vendendo os seus produtos apenas em lojas especializadas ou pretende produzir para eventos. Com um bom plano em mãos, nada impede de começar com uma escala menor e mais tarde ampliar o seu leque de atuação.

2. Fluxo de caixa sem controle

Para a gestão de qualquer negócio, outro pilar importante é o fluxo de caixa. Tenha em mente que gerenciar as contas de uma empresa, geralmente não é nada tão complexo assim. A premissa é que o empresário adote uma forma de controlar todas as suas movimentações financeiras, seja as de entrada como as de saída do caixa.

Dessa forma, é possível assumir o controle das contas e alcançar uma meta que te manterá vivo no mercado: manter o fluxo de caixa com saldo positivo.

Quando o controle do fluxo é perdido ou não é gerido corretamente, a chance de ficar literalmente no vermelho aumenta, bem como a de ter que fechar as portas por conta de dívidas.

3. Deixar a inovação em segundo plano

Independente de qual seja o seu negócio, não deixe de inovar. Dessa forma, você acaba se tornando referência no seu nicho de atuação, alcançando mais clientes no meio do caminho. 

Em um mercado concorrido como o brasileiro, alvo de variações constantes atravessadas pela economia do país, deixar de inovar é uma armadilha.

É fundamental, por exemplo, criar estratégias para cativar os seus clientes, seja lançando novos produtos e/ou promoções.

4. Se perder em momentos de crise

Qualquer negócio está sujeito a enfrentar situações difíceis ou períodos de crise. O problema é que alguns empreendedores podem perder o foco em momentos como esse e tomar decisões erradas, piorando ainda mais os resultados no fim da linha.

Uma dica para atravessar esse tipo de problema é: traçar e seguir um planejamento estratégico e tomar qualquer decisão de forma cautelosa e estratégica.

5. Deixar de investir em marketing

Se as finanças estão em baixa, uma das primeiras estratégias adotadas pelo empreendedor é zerar o investimento em ações de marketing.

Saiba que esse erro pode gerar consequências graves, afinal, é justamente o marketing que serve como vitrine para mostrar a sua empresa e os seus produtos e serviços ao público, além de muitas vezes ser o responsável por despertar no consumidor uma eventual decisão de compra.

Sendo assim, não deixe jamais de investir em marketing no seu negócio. O que pode funcionar é tentar reduzir custos e buscar alternativas. Se o seu negócio opera na internet, pode ser viável apostar mais em marketing digital, por exemplo.

O CEO da GoDaddy, Luiz D’Elboux, também listou algumas dicas abaixo para não cometer erros básicos ao empreender.

Como evitar erros ao definir o seu nicho de atuação no mercado?

Um dos erros muito comuns do empreendedor é buscar um nicho de atuação onde a concorrência parece ser menor em prol de um que se conheça, pois existe um senso comum de que as chances de sucesso aumentam. No entanto, se o empreendedor não tiver conhecimento daquele nicho no que se refere a qualidade de produtos/serviços e necessidades dos clientes, ele não terá sucesso.

Já o caminho oposto é verdadeiro: as chances de sucesso aumentam muito quando se conhece aquele mercado suficientemente bem para se entender as dores dos clientes, bem como distinguir um produto razoável de um excelente.

Resumindo, escolha um mercado que você conheça bem: clientes e suas necessidades, concorrentes, intermediários, fornecedores, produtos, entre outros. A maioria dos empresários de sucesso começou em mercados sobre os quais tinham domínio total.

Quais as dicas para o empreendedor criar um portfólio de produtos compatível com o seu plano de negócios?

O primeiro passo para se criar um portfólio de produtos assertivo é ir além da escolha do mercado de atuação, definindo um nicho dentro deste mercado. Por exemplo, um mercado de atuação seria moda infantil e um nicho seria acessórios infantis para meninas de 3 a 5 anos de idade.

O ideal é começar com poucos produtos e, quando as vendas deste produto estiverem indo bem, fazer um trabalho de extensão de categoria. Ou seja, adicionar produtos relacionados à necessidade dos clientes ainda dentro daquele nicho, sugere Luiz.

Após aquele nicho ser “dominado” com diversos produtos, pode-se expandir para outro nicho adjacente dentro do mesmo mercado e adicionar novos produtos ao portfólio.

Para escolher os primeiro produtos do portfólio é recomendável fazer uma descrição detalhada deste público alvo para saber quem são, o que compram, porque compram e quais as suas necessidades. Após esta definição é imprescindível entender o quanto o seu potencial cliente está disposto a gastar neste tipo de produto, finalizou o executivo

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post 5 erros de gestão que podem prejudicar o seu negócio apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário

Direitos autorais © 2022 AkiBomba. Todos os Direitos Reservados.