NASA cancela 3ª tentativa de abastecer foguete e compromete data de lançamento da missão Artemis 1

Um verdadeiro espetáculo precisa de muitos preparativos para chegar à perfeição – ou perto disso. Portanto, todos os problemas, falhas e imprevistos podem – e devem – acontecer durante os ensaios, para que nada saia do planejado no dia do “show”. E a NASA vem sentindo isso há semanas ao (tentar) realizar o crucial “ensaio molhado” de seu Space Launch System (SLS), o megafoguete que tem por objetivo principal levar o ser humano de volta à Lua por meio do Programa Artemis.

Megafoguete lunar SLS posicionado na plataforma de lançamento para execução do ensaio molhado, procedimento fundamental de pré-lançamento. Imagem: NASA

No início da noite de quinta-feira (14), a agência espacial cancelou a última tentativa de abastecer o veículo da missão Artemis 1, uma parte de fundamental importância do ensaio que estava acontecendo no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. 

De acordo com um comunicado, os membros da equipe detectaram um vazamento de hidrogênio líquido (LH2) — um dos dois propelentes do SLS, juntamente com oxigênio líquido (LOX) — durante as operações de tanque. Isso interrompeu a atividade de abastecimento, bem como outros procedimentos importantes.

“A equipe manterá o tanque LH2 do estágio central do foguete em cerca de 5% e o carregamento LOX do estágio principal permanecerá parado. A equipe não realizará as atividades de contagem regressiva do terminal hoje como planejado e avaliará os próximos passos após as operações de hoje”, disse Jeremy Parsons, vice-gerente da equipe de Sistemas Terrestres de Exploração da NASA na KSC, via Twitter.

(2/2) The team will keep the core stage LH2 tank at about 5% and the core stage LOX loading will remain stopped. The team will not conduct the terminal countdown activities today as planned and will assess next steps after today’s operations.-JP

— NASA’s Exploration Ground Systems (@NASAGroundSys) April 14, 2022

Como o nome sugere, Artemis 1 será a primeira missão do programa da NASA de exploração lunar chamado Artemis. Essa missão de estreia enviará uma cápsula Orion não tripulada em uma viagem de aproximadamente um mês ao redor da Lua, com o objetivo de mostrar que o SLS e a cápsula estão prontos para as missões tripuladas.

O ensaio molhado (wet dress rehearsal) é um dos passos mais importantes de pré-lançamento para a Artemis 1. O teste (que, normalmente, dura em torno de 2 dias) permite que os membros da equipe da missão pratiquem muitos dos principais procedimentos que antecedem a decolagem, incluindo o abastecimento do foguete e a contagem regressiva para o lançamento.

Leia mais:

Imprensa critica Nasa por vetar público no pré-lançamento do megafoguete SLSStarship foi contratada para mais um voo tripulado no Programa ArtemisImagens de satélite mostram superfoguete lunar da Nasa na base de lançamento

NASA vai divulgar próximos passos do ensaio molhado do SLS nesta sexta-feira (15)

A NASA começou o ensaio molhado do SLS em 1º de abril e pretendia concluir no dia 3. No entanto, vários problemas técnicos surgiram, frustrando por duas vezes os esforços para carregar o propulsor nos tanques do megafoguete. 

Para priorizar o lançamento da missão Ax-1, a primeira viagem totalmente privada à Estação Espacial Internacional (ISS), que decolou de uma plataforma vizinha no mesmo centro de lançamento da NASA na última sexta-feira (8), a agência abortou provisoriamente os procedimentos com o SLS.

O plano era retomar o ensaio molhado na segunda-feira (11). No entanto, os membros da equipe logo descobriram uma válvula com defeito na torre de lançamento móvel, um problema que adiou o início do procedimento para o dia seguinte. Além disso, eles optaram por uma modificação no teste: abastecer apenas o estágio principal do SLS, e não seu estágio superior também.

Ocorre que, mesmo assim, o procedimento, que deveria terminar na quinta, não pôde ser concluído. Uma onda de pressão parou automaticamente o fluxo de LH2, quando detectaram um vazamento no mastro de serviço de cauda, que está localizado na base do lançador móvel e se conecta ao estágio central. 

Embora os engenheiros tenham parado de carregar LH2 e LOX no estágio principal, o diretor de lançamento, Charlie Blackwell-Thompson, deu autorização para que as equipes esfriassem as linhas de LH2 do estágio de propulsão criogênica provisória (ICPS) para coletar dados adicionais, mesmo sem preenchê-lo.

No entanto, poucas horas depois, todos acharam por bem finalizar as atividades do dia sem concluir o teste. Segundo a agência, mais detalhes sobre os próximos passos serão fornecidos nesta sexta-feira (15).

While today ended in a scrub teams are learning as we test and that is expected. They are proving why they are some of the best in the world. Shuttle WDR took multiple tankings & this vehicle adds complexity.
We are getting there and WE ARE GOING. -JP

— NASA’s Exploration Ground Systems (@NASAGroundSys) April 14, 2022

No Twitter, o perfil “Sistemas terrestres de exploração da NASA”, responsável por atualizar o público sobre as ações envolvendo os testes, reconheceu os esforços da equipe e parabenizou os envolvidos.

“As equipes estão aprendendo como testamos, e isso é esperado. Eles estão provando por que eles são alguns dos melhores do mundo. O ensaio molhado do foguete levou vários tanques e este veículo adiciona complexidade. Estamos chegando lá!”.

Segundo a NASA, a incerteza compromete a data de lançamento da missão Artemis 1, já que a agência definirá o dia até que o ensaio molhado seja concluído e os dados resultantes sejam analisados.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post NASA cancela 3ª tentativa de abastecer foguete e compromete data de lançamento da missão Artemis 1 apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário

Generated by Feedzy