NASA já sabe quando vai retomar os testes de pré-lançamento do megafoguete lunar

Finalmente, os testes de pré-lançamento do megafoguete lunar Space Launch System (SLS), da NASA, serão retomados, após uma sequência de tentativas frustradas de abastecimento que culminaram no recolhimento do veículo e da cápsula Orion de volta para o Edifício de Montagem de Veículos (VAB).

Equipe de engenheiros da NASA inspecionando o estágio de propulsão criogênica provisória (ICPS), que normalmente é abastecido durante o ensaio molhado, mas que não teve o preenchimento completo na última tentativa, após uma adaptação dos procedimentos. Imagem: Kim Shiflett – NASA

Esses testes-chave compõem o chamado “ensaio molhado” e foram projetados para mostrar que o SLS, a cápsula Orion e sua infraestrutura terrestre associada estão prontos para a missão Artemis 1: um voo não tripulado ao redor da Lua, de duração aproximada de 26 dias. 

De acordo com a agência espacial norte-americana, a previsão é de que a retomada ocorra dentro de aproximadamente um mês. “Estamos mirando agora o início ou meados de junho”, disse Jim Free, administrador associado da diretoria de missões de desenvolvimento de sistemas de exploração da NASA, em entrevista coletiva online nesta quinta-feira (5).

Essa programação exige que o SLS, que tem 98 metros de altura e pesa 2,6 mil toneladas, e a cápsula Orion deixem o VAB e retornem à plataforma de lançamento até o final de maio, tendo em vista que a equipe técnica precisa de 12 a 14 dias para se preparar para os procedimentos.

Free expressou confiança de que a equipe terá êxito dessa vez, mas reconheceu que pode ser preciso mais de uma tentativa. Ele também ressaltou que encontrar problemas durante a verificação de um novo sistema de lançamento não é nada surpreendente. 

“É um desafio trabalhar esses novos sistemas e veículos complexos”, disse Free, ressaltando que outros grandes foguetes e ônibus espaciais do passado também precisaram de várias revisões até serem lançados.

Leia mais:

Imprensa critica Nasa por vetar público no pré-lançamento do megafoguete SLSStarship foi contratada para mais um voo tripulado no Programa ArtemisImagens de satélite mostram superfoguete lunar da Nasa na base de lançamento

Relembre a “novela” do ensaio molhado do SLS

Com previsão de aproximadamente 48 horas de duração, os testes começaram no dia 1º de abril, mas, ao identificar uma série de falhas críticas no carregamento de hidrogênio líquido e oxigênio líquido nos propulsores do SLS, a NASA resolveu interromper o processo para dar prioridade ao lançamento da missão Ax-1, primeiro voo tripulado de caráter privado à Estação Espacial Internacional (ISS) sem a presença de um astronauta da ativa de qualquer agência federal, que aconteceu do dia 8 de abril.

O Edifício de Montagem de Veículos (VAB), para onde o SLS e a cápsula Orion retornaram no dia 21 de abril para reparos. Imagem: Airbus

Assim, o ensaio molhado foi retomado na segunda-feira seguinte (12), com previsão de conclusão na quarta-feira (14). Dessa vez, as equipes responsáveis preferiram modificar os procedimentos, abastecendo com hidrogênio líquido e oxigênio líquido apenas o estágio principal, deixando de preencher o estágio superior.

No entanto, mais uma vez as coisas não saíram como planejado, tendo sido suspenso o ensaio, com expectativa de retomada, a princípio, no dia 21. Depois de divulgar essa possível data, a NASA anunciou o recolhimento da pilha SLS + Orion de volta ao VAB para proceder com uma análise criteriosa e os reparos necessários na válvula defeituosa identificada na torre de lançamento móvel e um vazamento de hidrogênio em um dos braços umbilicais que ligam a torre ao foguete.

Por volta das 7h da manhã do dia 26, pelo horário de Brasília, o megafoguete e a espaçonave Orion chegaram ao VAB, no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, após uma viagem de 10 horas partindo da plataforma de lançamento 39B, de onde foram retirados para revisão.

Desde então, as equipes estão trabalhando na solução dos problemas identificados. A válvula defeituosa já foi substituída, e os engenheiros descobriram que detritos de borracha impediram que ela selasse corretamente. Segundo a agência, os detritos não eram parte da válvula, e sua origem permanece sob investigação. 

Eles também detectaram que alguns dos parafusos de um dos braços umbilicais que ligam a torre ao foguete se soltaram ligeiramente devido à compressão relaxada em uma junta, levando ao vazamento de combustível.

Agora, serão realizados checkouts adicionais, para só então o conjunto SLS+Orion voltar à plataforma de lançamento para a retomada do ensaio molhado.   

Se tudo correr dentro do planejado, o lançamento da Artemis 1, a primeira das três missões programadas pelo Projeto Artemis, que visa levar seres humanos de volta à Lua, deve acontecer em agosto.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post NASA já sabe quando vai retomar os testes de pré-lançamento do megafoguete lunar apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário

Generated by Feedzy