NFTs Solana aportam no OpenSea em abril

Em sua conta oficial no Twitter, o OpenSea revelou, nesta terça-feira (29), que os tokens não fungíveis (NFTs) da blockchain Solana estarão disponíveis em sua plataforma a partir do mês de abril. Assim, coleções como o Monkey Business, Degenerate Apes e Aurory vão aparecer nas listagens. Uma data específica, porém, não foi divulgada pelo mercado.

A notícia chega alguns meses após vazamentos sugerirem que o suporte estava em andamento. “O segredo mais bem guardado da Web3”, diz a publicação de divulgação na página do OpenSea no microblog. Junto, um vídeo brinca com os tuítes apontando o plano de adicionar a Solana.

Leia mais:

Tapa de Will Smith em Chris Rock se transforma em criptomoeda e NFTNFT ‘Bored Ape’ é vendido a R$ 550 por engano na OpenSeaEm 2023, IPTU do Rio de Janeiro terá a opção de pagar com criptomoedas

Os primeiros vazamentos de uma possível adição da Solana ao OpenSea começaram no mês de janeiro. Jane Manchun Wong, hacker e blogueira, descobriu menções à blockchain e à carteira Phantom em partes do site do OpenSea. Mais recentemente, ela descobriu evidências, incluindo um logotipo e suporte para a carteira Solflare.

The best kept secret in web3pic.twitter.com/xuZn64cZ4U

— OpenSea (@opensea) March 29, 2022

A Sola é o segundo maior ecossistema de NFTs. Imagem: Creativa Images/Shutterstock

Atualmente, a Solana é o segundo maior ecossistema NFT e tem valor de mercado de aproximadamente US$ 1,5 bilhão, em diversas coleções. Com rápido crescimento no último trimestre do ano passado, ela perde apenas para o Ethereum.

A blockchain oferece transações mais baratas e rápidas, além de maior eficiência energética, do que a rede principal da Ethereum. Já o OpenSea é atualmente o mercado mais popular de toda a indústria de NFT. A companhia foi avaliada, no começo deste ano, em US$ 13,3 bilhões.

Via: Decrypt

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal! 

O post NFTs Solana aportam no OpenSea em abril apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário