Cosmonauta russo cede comando da Estação Espacial Internacional a astronauta norte-americano

Como parte do retorno da missão russa Soyuz MS-19 à Terra, programado para esta quarta-feira (30), a tripulação da Estação Espacial Internacional (ISS) realizou uma cerimônia de “troca de comando” sinalizando que, apesar da tensão entre a Rússia e o Ocidente em solo, no espaço o espírito de cooperação internacional continua vivo.

O cosmonauta russo Anton Shkaplerov, um dos que está retornando a nosso planeta, entregou a “chave” da estação a seu colega norte-americano Thomas Marshburn, que ficará em órbita até o final de abril. Durante a cerimônia, Shkaplerov afirmou que “em órbita, somos uma só tripulação. A ISS é um símbolo de amizade, um símbolo do futuro da exploração do espaço”.

Também retornam à Terra a bordo da Soyuz MS-19 o cosmonauta russo Pyotr Dubrov e o norte-americano Mark Vande Hei, que terá completado 355 dias contínuos em órbita de nosso planeta, superando em 15 dias a marca do recordista anterior, o norte-americano Scott Kelly.

Durante sua estadia Vande Hei participou de vários estudos relacionados ao comportamento do corpo humano no espaço, como um registro das mudanças causadas pela microgravidade ou os benefícios de uma dieta “enriquecida” na adaptação ao espaço. Também ajudou a cultivar e avaliar vegetais produzidos no Vegetable Production System (ou “Veggie”), uma “horta” experimental a bordo da estação.

Mark Vande Hei: 355 dias em órbita. Imagem: Nasa

A próxima tripulação a chegar na ISS será a Crew-4, a serviço da Nasa, composta pelos norte-americanos Jessica Watkins, Kjell Lindgren e Robert Hines, e pela italiana Samantha Cristoforetti. A decolagem está programada para o dia 19 de abril, a partir do Centro Espacial Kennedy (KSC) da Nasa, na Flórida.

Mas antes, a ISS será visitada pela primeira tripulação totalmente privada, parte da missão AX-1 da Axiom Space. Com decolagem programada para a próxima quarta-feira (6), também a partir do KSC, ela será comandada por Michael López-Alegría, ex-astronauta da Nasa, em sua quinta viagem ao espaço.

Os outros tripulantes serão Larry Connor, como piloto, e os especialistas da missão Larry Connor e Eytan Stibbe. Eles ficarão oito dias em órbita, e durante este período irão realizar vários experimentos médicos e científicos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Cosmonauta russo cede comando da Estação Espacial Internacional a astronauta norte-americano apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário