Rússia bloqueia sinais de satélites GPS na Ucrânia, diz Força Espacial dos EUA

Sinais de satélite do sistema de posicionamento global (GPS) estão bloqueados na Ucrânia, e tudo indica que seja mais uma ação praticada pela Rússia. De acordo com uma reportagem da NBC, a Força Espacial dos EUA afirma que os bloqueadores das forças russas estão mirando satélites que são usados para navegação, mapeamento e outros propósitos.

Serviços de GPS parecem estar sob ameaça na Ucrânia, de acordo com informações da Força Espacial dos EUA. Imagem: Lockheed Martin e Força Espacial dos EUA

“A Ucrânia pode não ser capaz de usar GPS porque há bloqueadores ao redor que os impedem de receber qualquer sinal utilizável”, declarou David Thompson, vice-chefe de operações espaciais da Força Espacial, ao Nightly News, jornal da emissora norte-americana.

“Certamente os russos entendem o valor e a importância do GPS e tentam impedir que outros o usem”, acrescentou Thompson, salientando que a Rússia não atacou diretamente nenhum satélite em órbita, mas que a Força Espacial está de olho em tais possibilidades.

Especificamente, segundo Thompson, a Rússia está mirando o sistema Navstar de satélites usados pelos EUA e disponibilizados abertamente para muitos países ao redor do mundo. Por sua vez, os russos têm seu próprio sistema independente, chamado GLONASS, enquanto os europeus têm um chamado Galileu, e a China usa o Beidou.

De acordo com o site Space.com, a Navstar usa 24 satélites principais que orbitam nosso planeta a cada 12 horas. O sistema funciona enviando sinais sincronizados para os usuários na Terra. 

Como os satélites se movem em direções diferentes, o usuário recebe os sinais em momentos ligeiramente distintos. Quando quatro satélites estão disponíveis, os receptores GPS podem usar seus sinais para calcular a posição do usuário, muitas vezes a poucos metros.

Leia mais:

Satélites podem ser alvos da Rússia em conflito com a UcrâniaDepartamento de Segurança Interna dos EUA emite alerta para ataques hacker da RússiaRússia “sequestra” foguete e se recusa a lançar satélites da OneWeb

Satélites de internet também foram bloqueados na Ucrânia

A Ucrânia também sofre com a falta de conectividade com a internet como resultado dos ataques russos, que começaram em 24 de fevereiro e ainda estão em andamento. Isso fez com que o ministro da Transformação Digital e vice-primeiro-ministro do país, Mykhailo Fedorov, pedisse socorro a Elon Musk, CEO da SpaceX.

Em uma ação conjunta com Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID), a SpaceX enviou 5 mil kits de internet banda larga via satélite ao país.

No início de março, Musk observou que os sinais dos satélites Starlink também foram bloqueados, e a empresa está se adaptando. “Alguns terminais Starlink perto de áreas de conflito estavam sendo bloqueados por várias horas”, escreveu o agora trilionário em sua conta no Twitter. “Nossa última atualização de software contorna a interferência”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Rússia bloqueia sinais de satélites GPS na Ucrânia, diz Força Espacial dos EUA apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário