União Europeia proíbe grandes transações em criptoativos para a Rússia

A União Europeia está de olho nas transações em criptoativos de alto valor para a Rússia. A ideia do bloco econômico do Velho Continente é fechar qualquer brecha nas sanções impostas ao maior país do mundo por causa da guerra contra a Ucrânia, iniciada no dia 24 de fevereiro.

A União Europeia anunciou nesta sexta-feira (8) a introdução da proibição de “fornecer serviços de ativos criptográficos de alto valor para a Rússia”. Já é o quinto pacote de medidas restritivas do bloco ao país, nessa seis semanas de conflito.

Leia mais:

Binance vai auxiliar vítimas de roubo de US$ 615 milhões em criptomoedasCriptomoeda Dogecoin sobe 7% após Elon Musk se juntar ao TwitterAplicativos relacionados a criptomoedas cresceram mais de 900%, diz estudo

O pacote inclui ainda a “proibição total de transações e congelamento de ativos em quatro bancos russos, que agora estão totalmente isolados dos mercados”. Consultorias financeiras aos ricos do país também estão proibidas. A ideia é dificultar que a riqueza dessas pessoas sejam guardadas na União Europeia.

“A Comissão Europeia congratula-se com o acordo hoje alcançado pelo Conselho no sentido de adotar um quinto pacote de medidas restritivas contra o regime de Vladimir Putin, em resposta à agressão brutal contra a Ucrânia e o seu povo”, diz o comunicado no site da Comissão Europeia.

“Estas novas sanções, juntamente com os quatro anteriores pacotes de medidas, contribuirão para aumentar ainda mais a pressão econômica sobre o Kremlin e comprometer a sua capacidade para financiar a invasão da Ucrânia”, acrescenta a nota divulgada pelo bloco.

A Rússia invadiu a Ucrânia no dia 24 de fevereiro. Imagem: Drop of Light – Shutterstock

As outras medidas proíbem a importação de carvão russo em todas as suas formas Atividades dos operadores de transportes rodoviários de mercadorias tanto da Rússia quanto da Bielorrússia que trabalham na União Europeia e acesso aos portos do grupo por parte de navios de bandeira russa também estão bloqueados.

O pacote ainda lista proibições de exportações específicas, no valor de 10 bilhões de euros, como computação quântica, semicondutores avançados, produtos químicos. A União Europeia ainda aumentou a proibição de combustíveis para aviação e aditivo para outros combustíveis, que podem também ser usados pelo exército da Rússia.

Bebidas, alimentos, madeira e borracha da Bielorrússia não podem mais ser importados. O último item do quinto pacote de sanções exclui a Rússia de contratos públicos e dos fundos europeus.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post União Europeia proíbe grandes transações em criptoativos para a Rússia apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe um comentário